top of page

GRANDES POEMAS DA NOSSA LÍNGUA IX

Atualizado: 17 de nov. de 2022

A língua portuguesa tem pérolas esquecidas, espalhadas em velhos livros já não lidos. Hoje resgatamos Encomenda, poema que poderia simbolizar a poesia de Cecília Meireles.

Imagem de Catkin por Pixabay



ENCOMENDA



Desejo uma fotografia

como esta — o senhor vê? — como esta:

em que para sempre me ria

como um vestido de eterna festa.


Como tenho a testa sombria,

derrame luz na minha testa.

Deixe esta ruga, que me empresta

um certo ar de sabedoria.


Não meta fundos de floresta

nem de arbitrária fantasia...

Não... Neste espaço que ainda resta,

ponha uma cadeira vazia.


Cecília Meireles ( 1901/1964 ), jornalista, escritora, professora, pintora, mas sobretudo poeta. Talvez a maior poetisa brasileira. Encomenda foi publicado pela primeira vez no livro Vaga Música, de 1942.

Bình luận


bottom of page