top of page

GRANDES POEMAS DA NOSSA LÍNGUA X

A língua portuguesa tem pérolas esquecidas, espalhadas em velhos livros já não lidos. Hoje resgatamos Retrato, poema que traz a tristeza do tempo que passa e da vida que surra.

Imagem de Gerd Altmann por Pixabay



RETRATO


Eu não tinha este rosto de hoje, Assim calmo, assim triste, assim magro, Nem estes olhos tão vazios, Nem o lábio amargo.


Eu não tinha estas mãos sem força, Tão paradas e frias e mortas; Eu não tinha este coração Que nem se mostra.


Eu não dei por esta mudança, Tão simples, tão certa, tão fácil: — Em que espelho ficou perdida a minha face?


Cecília Meireles ( 1901/1964 ), jornalista, escritora, professora, pintora, mas sobretudo poeta. Talvez a maior poetisa brasileira. Você encontra Retrato declamado na internet, se procurar um pouquinho. É considerado um dos melhores poemas de Cecília Meireles.

Comments


bottom of page