top of page

ATAQUE DOS CÃES

Crítica de cinema

Como é o grande favorito do Oscar 2022…


Imagem de Pixabay

Doze indicações ao Oscar, embora seja um feito impressionante, não é segurança de um grande filme. Em 1992, Os Imperdoáveis teve 9 indicações ao Oscar e ganhou como melhor filme. Era também um western e ficou longe de ser um grande filme. Embora o número de indicações não assegure um grande filme, dificilmente você verá um filme ruim. É o caso de Ataque dos Cães. É um bom filme, mas não um filme para marcar época.


Já o nome da versão em português não tem razão de ser. Ataque dos Cães faz você pensar num filme de terror. O nome original é O Poder do Cão, algo muito mais sugestivo e adequado ao roteiro. Ataque dos Cães foi classificado como western, mas não é. Sim, há cowboys, há cabeças de gado, há laços e cavalos, há grandes panorâmicas das montanhas de Montana. Mas o que faz um western não é isto, mas sim roteiro, a história a ser contada. Trata-se de um filme psicológico.


Justamente por ser um trabalho psicológico sutil e elaborado, o filme não cairá no agrado do grande público. Pessoas ávidas por um faroeste sairão decepcionadas. Pessoas ansiosas por cenas de ação e por muitos tiros, também. Não é um filme para agradar massas.


O mérito do filme reside no roteiro ( indicado para melhor roteiro adaptado ) e no desempenho do elenco. O roteiro, assinado por Jane Campion, evolui firme, coerente e impactante. Profundamente psicológico, revela os personagens por meio de algumas palavras e de silêncios. E também por seu comportamento. A história cresce até seu clímax que, como convém aos bons roteiros, ocorre no final. Assim, não há anticlímax.


Benedict Cumberbatch - indicado a melhor ator - está brilhante. Dificilmente alguém faria melhor o torturado Phil. Kirsten Dunst ( melhor atriz coadjuvante ), que nunca chegou a me impressionar, está seguramente em seu melhor trabalho. E Kodi Smith-McPhee ( indicado a melhor ator coadjuvante ) passa muita autenticidade.

A direção de Jane Campion é segura, mas não especial. Ataque dos Cães é um bom filme, não há dúvidas, mas a premiação não chegará perto do número de indicações. A conferir…


The Power of the Dog - 2021, produção múltipla, drama psicológico, 127 minutos, censura 16 anos.

Direção - Jane Campion.

Roteiro adaptado - Jane Campion

Elenco - Benedict Cumberbatch, Jesse Plemons, Kirsten Dunst, Kodi Smith-McPhee.

Nota - 8

Recomendação - Para quem aprecia o desenvolvimento psicológico dos personagens. Não recomendado para quer quer ver um faroeste tradicional ou aprecia muita ação.

Adjetivos - Consistente, sutil, impactante.


Comentários


bottom of page