top of page

A MAIS ABSURDA INTERVENÇÃO PRESIDENCIAL

As lives de Bolsonaro sempre foram espaço para o patético. Na última quinta ele se superou novamente.




Informações mentirosas, utilização indevida do espaço e equipamentos públicos, ofensas a autoridades, atentado à democracia, tudo isso e um pouco mais ocorreu na ridícula e bizarra live que Bolsonaro levou a cabo na última quinta-feira. Foi tão ruim que até mesmo seus apoiadores criticaram a iniciativa e os resultados colhidos.


O Presidente tinha anunciado, não sem alguma pose, que nesta ocasião apresentaria as tais provas que sempre disse possuir de que o sistema eleitoral brasileiro é falho. Memória: desde o início do governo Bolsonaro afirma que deveria ter ganho no primeiro turno em 2018, o que só não ocorreu por fraude. Sempre disse que tinha provas do que dizia, mas jamais mostrava algo concreto. Nesta quinta-feira, finalmente, a tão bombástica revelação ocorreria.


Para riso de muitos e decepção de seus seguidores, Bolsonaro nada apresentou de novo. Limitou-se a requentar suspeitas que rolaram na internet no passado, todas devidamente investigadas - tanto pela Polícia Federal quanto pelo Tribunal Superior Eleitoral - e consideradas sem qualquer fundamento. Além disso, promoveu a exposição de um “especialista” - que também nada trouxe de novo ou consistente. Depois soube-se que o tal especialista era um coronel reformado, sem qualquer especialização na área.


Depois de tantas palhaçadas, Bolsonaro finalmente confessou o que todos já sabem: não temos provas; temos indícios. O povo brasileiro tem mais do que apenas indícios de que o Presidente da República é uma pessoa completamente despreparada para o cargo que ocupa e que toda a investida contra nosso sistema eleitoral - reconhecidamente o mais avançado do mundo - faz parte de uma preparação para o golpe que tentará quando perder as eleições. Cada vez mais claro que de fato perderá e que o golpe ocorrerá em novembro ou dezembro de 2022.


Enquanto isso, Bolsonaro segue impunemente cometendo crimes. Como na malfadada live, onde cometeu diversos deles, a saber: difamação ( contra o Ministro Barroso ), utilização indevida de instalações e equipamentos públicos ( no caso da Secretaria da Comunicação ), atentado às instituições e à própria democracia, propagação de fake news. Acrescento um último crime: atentado ao bom senso e ao bom gosto. Mas este crime Bolsonaro comete diariamente.

Enquanto isso, grande parte do acervo cinematográfico brasileiro foi consumida por um incêndio. A Cinemateca Brasileira ardeu. Ardeu depois de corte de recursos, omissão e descaso. Outro crime perpetrado pelo governo Bolsonaro.


Comments


bottom of page