top of page

FÓRMULA DO DESASTRE


O que uma má liderança está fazendo com Israel.


Imagem de BBC.


Uma fórmula certa para levar uma nação ao desastre é a seguinte: um líder sem nenhum escrúpulo pressionado. Israel está vivendo esta fórmula e pagando um amargo preço. Provavelmente pagará ainda mais caro em curto futuro. O preço a pagar em futuro mais longo ainda é incerto. A menos que o povo israelense reaja, retire Netaniahu do poder e repense sua política com seus vizinhos palestinos.


Benjamin Netaniahu é um homem sem escrúpulos. Hoje não há ninguém que discorde disso. Afinal, se você está diariamente autorizando o assassinato de mulheres e crianças... o que você é? Netaniahu agarra-se à campanha em Gaza ( não há como chamar aquele massacre de guerra ) porque ela o mantém no poder. Agarra-se ao poder porque a alternativa é a responsabilização por seu atos, sobretudo pela negligência que permitiu o bárbaro ataque de 8 de outubro. A responsabilização por seu atos há de levá-lo à prisão. Contudo, para manter-se no poder ele precisa do apoio da extrema direita israelense. Se você quer saber quão ruim é a extrema direita israelense pense apenas que ela é como se fosse o Hamas do outro lado. Ruim assim... Ora, a extrema direita exige que Netaniahu continue a campanha em Gaza. Pensanso unica e egoisticamente só em si ele obedece. Ainda que isso custe a vida de milhares de inocentes. Ainda que isso custe a vida de mulheres e crianças. Ainda que isso destrua a imagem de Israel no mundo inteiro. Porque, afinal, Netaniahu é um líder sem nenhum escrúpulo pressionado... que está levando Israel ao desastre.


Quando Israel começou a campanha em Gaza, foi conduzindo a população palestina para o Sul, cada vez mais ao Sul rumo a Rafah, a última cidade já na fronteira com o Egito. Assim, a medida que ia aniquilando as cidades em seu caminho, Israel concentrou mais de dois milhões de pessoas em Rafah. Atualmente, apesar da condenação mundial, apesar dos esforços da ONU e apesar até mesmo da discordância do principal aliado - EUA - a campanha está atingindo Rafah e causando cada vez mais mortes. 1,7 milhões de palestinos fugiram de Rafah e foram obrigados a voltar para Khan Younis, onde se abrigam em áreas de refugiados.


Há poucos dias, um bombardeio em uma área de refugiados no centro da faixa de Gaza causou a morte de mulheres e crianças. Estas áreas são determinadas pelo próprio Estado de Israel e deveriam, em tese, ser seguras. O governo israelense afirma que abrirá um inquérito sobre aquilo que chamou de "falha". Depois, em dias diferentes, também na faixa de Gaza, Israel atacou duas escolas mantidas pela ONU em dias diferentes . No segundo ataque, 40 mortos, entre eles 5 crianças.


O Tribunal Penal Internacional já expediu mandado de prisão contra Benjamin Netaniahu por crimes de guerra. Há alguns países que certamente o prenderão, se ele se atrever a pisar em seus territórios, entre eles Alemanha, Espanha e França. Infelizmente, o poder do TPI, assim como da ONU é bem limitado. Se todos países que reconhecem a autoridade do TPI se comprometessem a sempre cumprir suas decisões, isso poderia fazer de Benjamin Netaniahu um prisioneiro em sua terra natal, impossibilitado de visitar a maior parte dos países do mundo.


Se, por outro lado, o Conselho de Segurança não mais existisse na estrutura da ONU, talvez medidas que são consenso na comunidade internacional pudessem ser cumpridas. Imagine que as decisões da Assembleia Geral fossem de fato implementadas. Ainda que para medidas mais duras se exigisse uma maioria qualificada - 2/3 dos votos - Israel estaria agora sendo fortemente pressionado por boicotes internacionais, por fechamento de fronteiras e outras duras medidas. Assim a ONU teria alguma influência no mundo. E talvez o conflito em Gaza já fosse passado. E crianças não estariam morrendo diariamente...


Enquanto sonhamos com algo improvável, o mundo assiste - impotente e estarrecido - o verdadeiro genocído que se perpetra em Gaza. Tudo porque há em Israel um líder sem nenhum escrúpulo pressionado. E Netaniahu continuará deixando um rastro de sangue em seu caminho. Enquanto os israelenses permitirem.



Commentaires


bottom of page