top of page

FUTEBOL COM DINHEIRO PÚBLICO

Atualizado: 23 de mar. de 2023


O que é exaltado por todos, na verdade é vergonhoso.


Imagem de Gupy.


Novamente o Athlético Paranaense inicia um ano avassalador. Invicto a 15 jogos, passando sobre os adversários como um rolo compressor, o time rubro-negro não parece ter adversários no cenário futebolístico estadual. O time reserva do Athlético seria titular de todos times paranaenses e da maior parte dos clubes nacionais.


Há anos o Athlético vem se afirmando no cenário nacional como um time de ponta, conquistando títulos importantes: Copa Sul-Americana e Copa do Brasil. A gestão do Athlético é elogiada pela imprensa esportiva de Norte a Sul, citada como exemplo a ser seguido pelos demais. A torcida está eufórica, vivendo uma era que parecia impossível.


Tudo isso, porém, com dinheiro público. Todas as vitórias, todas as taças conquistadas, devem-se à apropriação indevida de recursos públicos vultosos, recursos que fazem falta em hospitais, escolas, segurança pública... Uma realidade que a torcida anestesiada sequer cogita, uma verdade que a imprensa finge não conhecer.


A dura verdade é que o Clube Athlético Paranaense deve mais de mais de cem milhões de reais aos cofres públicos do Estado do Paraná. A dívida vem da construção da Arena da Baixada, construída para a Copa do Mundo de 2014. Portanto, uma dívida que já vai completar 10 anos, não por acaso o período em que o Athlético conseguiu suas maiores façanhas nos gramados ( sintético, pago com dinheiro público ).


Todos os times que construíram seus estádios para sediar a Copa do Mundo, é bem verdade, receberam recursos públicos. Contudo, o Athlético é o único que quase nada pagou da sua dívida. Corinthians e Internacional, para citar dois exemplos, enfrentam muitas dificuldades no futebol, justamente pelo esforço financeiro para saldar suas dívidas.


Aqui, o Athlético vai enrolando os processos e fazendo futebol com dinheiro público. A estratégia, aparentemente, é aguardar uma possível anistia que viria da bancada rubro-negra da Assembleia Legislativa do Paraná. Quando confrontei um amigo atleticano com essa vergonhosa realidade, ele saiu-se com essa: mas o dinheiro público foi usado para construir a Arena. Não usamos o dinheiro para formar os elencos que ganharam estes títulos. Ora, meu amigo... Não tente enganar a si mesmo! Se pagassem a dívida superior a cem milhões de reais, poderiam montar os elencos que ganharam os títulos? Claro que não...


Caberia ao Judiciário fazer um jogo mais duro nos processos; caberia ao Ministério Público Estadual posicionar-se a respeito; caberia à imprensa apontar o dedo e denunciar que os títulos são na verdade vergonhosos, visto que obtidos com o sangue dos paranaenses; caberia à torcida botar a mão na consciência e dizer que se recusa a torcer para um time que faz futebol com dinheiro público... Claro, isso é pedir demais. Enquanto não se faz nada, palmas, palmas, parabéns Clube Athlético Paranaense!

Comments


bottom of page