top of page

A FACE DO BOLSONARISMO


Somos um país rodoviário. Não podemos ficar à mercê de uma categoria e seus desvarios.


Imagem de: www.slon.pics / Freepik

A paralisação das rodovias pelo Brasil afora mostra, livre das máscaras do slogan Deus, Pátria, Família e Liberdade, aquilo que o bolsonarismo realmente é: insensibilidade, violência e autoritarismo.


O autoritarismo está na vontade de impor sua vontade à maioria, independente da decisão do povo brasileiro. Ninguém questiona a lisura do pleito, exceto uns poucos que não sabem apontar uma falha sequer no processo eleitoral. O mundo já reconheceu Lula como novo Presidente do Brasil. Mas os zumbificados bolsonaristas acham que têm o direito de impor sua vontade à população. E ainda têm a pachorra de falar em liberdade…


A violência está nos métodos empregados: simplesmente atravessam caminhões nas estradas, queimam pneus ou despejam cargas de terra no meio da rodovia. E preparam-se para agredir qualquer um que se atreva a questionar o que estão fazendo. Tudo emoldurado por um zumbi agitando a bandeira nacional em cima da cabine de um caminhão…


A insensibilidade, finalmente, reside no fato de que estão pouco se lixando para o que possa acontecer com outros seres humanos. Pessoas que perdem compromissos importantes, doentes em busca de tratamento, crianças pequenas sem água para tomar, prejuízo e desabastecimento. Simplesmente não estão nem aí…


Esses bolsonaristas zumbificados, pessoas que abdicaram do pensamento, são a exata expressão de seu líder. Bolsonaro pregou ódio e divisão por quatro anos. Continua a fazê-lo pelas redes sociais em seus múltiplos tentáculos de asseclas cibernéticos. O pronunciamento pífio que fez 45 horas após a sua derrota não serviu para nada, antes insuflou ainda mais os descerebrados a continuarem com a violência.


Como se não bastasse, uma Polícia Rodoviária Federal aparelhada - uma das piores faces do bolsonarismo - continua leniente com o movimento. A mesma PRF que sufocou com gás lacrimogêneo um cidadão no porta-malas de um carro só porque pilotava sua moto sem capacete ( talvez porque seguia o exemplo presidencial ) é incapaz de lidar com um bando de baderneiros.


As torcidas organizadas, contudo, conseguem. A Galoucura e a Gaviões da Fiel já botaram os bolsonaristas para correr porque atrapalham seus planos de prestigiar o time do coração. Será que a gloriosa PRF entende menos de dispersão de massas que um bando de torcedores? Que vergonha…


É vital que se punam os envolvidos. Impossível e ingênuo imaginar que não haja empresários por trás disso tudo. Afinal quem paga a alimentação, a estrutura com tendas, banheiros químicos, lanches e toda logística envolvida? A prisão e as multas precisam ser exemplares. Somos um país rodoviário. Não podemos ficar à mercê de uma categoria e seus desvarios. Quem sabe, baseado no princípio de que o criminoso perde o instrumento do crime para o Estado, tomar o caminhão de todos envolvidos? Teriam coragem de renovar as violências no futuro?


A extrema direita mostrou sua face, mais uma vez. E o que se vê é um rosto feio, crispado de ódio, olhos frios e insensíveis, linhas de determinação em impor sua vontade. Dentro dessa cabeça feia não há pensamento. Zumbis não pensam…


Comments


bottom of page