top of page

AGUARDANDO A NOITE

Um poema de Hatsuo Fukuda...

O prazer me chamou,

Na primavera.

Agora, os ipês da praça, desnudos,

Anunciam o inverno.

Solitário na noite,

Aguardo.

Ontem, os ipês floriram.

Que ânsia em ver a primavera!

Mas o ipê da praça

Não ouve meu lamento.

Sorri ao meu chamado,

Indiferente

Comentarios


bottom of page