top of page

CPI DA COVID II

Devidamente instalada, a CPI vai finalmente começar o processo de responsabilização do governo federal.

Imagem deJL GporPixabay


Em meio ao vazamento de mais uma patética reunião ministerial - em que o Ministro Ramos confessou que tomou vacina contra COVID escondido para não levar bronca do Presidente e em que o Ministro Guedes novamente ponteou com fake news, a CPI da COVID foi finalmente instalada. E venceu a composição que o Planalto temia, com Aziz na Presidência, Renan na relatoria e Randolfe Rodrigues na 1ª Vice-Presidência.


Vergonhosos comportamentos de ministros à parte, interessante é notar que o governo sabe exatamente o que fez de errado, já que a Casa Civil elaborou uma lista dos prováveis questionamentos a serem levantados na CPI. Trata-se de uma lista de 23 acusações, composta de todas as censuras que especialistas e a sociedade civil já fez ao governo ao longo da pandemia, muitas delas feitas por mim neste espaço em diversas oportunidades. Como um pecador renitente, o governo faz a lista de suas faltas, mas não pretende pedir perdão. Pretende apenas encontrar argumentos que justifique o injustificável: a omissão, os erros e os crimes na condução do enfrentamento à pandemia.


A lista do governo é quase um reconhecimento de culpa. Entre as acusações da lista do governo estão:

  • Atraso na aquisição das vacinas;

  • A crise de Manaus;

  • A ausência de campanhas de esclarecimento à população;

  • O comportamento do Presidente;

  • A aquisição de cloroquina e a pressão para sua utilização;

  • Negacionismo;

  • Ausência de testagem;

  • Recusa às 70 milhões de doses da Pfizer;

  • Etc, etc, etc.


Falamos reiteradamente sobre todos estes aspectos. E o governo deu, de bandeja, uma pauta para ser seguida pela CPI. A pandemia vem apresentando sinais de melhora, mas continua em números catastróficos. Com o fim das medidas de isolamento, outra onda de crescimento afigura-se possível. Este é o momento mais que adequado para buscar identificar os responsáveis por este verdadeiro genocídio. E a lista do governo favorece este objetivo.


O governo tenta manobras protelatórias, busca impedir que Renan seja o relator, busca impedir os trabalhos da comissão. Mas os fatos são graves demais para serem varridos para baixo do tapete. Trata-se da mais importante CPI da história da República. Além de identificar os culpados, já está causando bons resultados. Porque, finalmente, temos um Ministro da Saúde tentando fazer um bom trabalho e não se comportando como negacionista.


Comments


bottom of page