top of page

CPI DA COVID IX

Três perfis conservadores.


Imagem deJL GporPixabay


A sessão da CPI da COVID-19 - a mais importante CPI da história brasileira - vai apresentando seus personagens. Protagonistas, testemunhas, senadores que participam lateralmente, gradualmente vamos identificando os diversos personagens e captando seus interesses. Na sessão desta quinta-feira os protagonistas foram três personagens conservadores. Três conservadores, mas com valores e objetivos muito diversos.


O burocrata ambicioso - Ex-Ministro Eduardo Pazuello - Todos que acompanham a CPI já conseguiram ler a personalidade de Pazuello. Embora general, um militar de menor expressão, não muito respeitado por seus pares, entrevê a possibilidade de ocupar um cargo de destaque na administração pública federal. Assume o cargo de Ministro da Saúde, um cargo para o qual evidentemente não estava preparado, no pior momento possível. Em situações assim os homens se revelam, para o bem ou para o mal. Pazuello mostrou toda sua fraqueza. Incapaz de afirmar-se perante o Presidente da República, tornou-se mero instrumento da política deste. Passou a ser um mero burocrata executor de uma política de saúde insana. Deu no que deu. Agora, quando a conta se apresenta, continua sendo fraco, incapaz de apontar seu superior como o real culpado por todas decisões infelizes que tomou e pela omissão assassina no Ministério da Saúde.


O cínico comprometido - Senador Marcos Rogério - Sempre acreditei que um homem deve responder por seus atos na medida de suas luzes/capacidades. O Senador Marcos Rogério ( DEM/RO ) é claramente um homem inteligente e articulado. Justamente por isso, sua participação de ontem na CPI chega a causar asco. Raramente se vê argumentação envolvida em tanta má fé. Ele apresentou diversos vídeos de governadores pronunciando-se pela utilização da cloroquina ( Dória e Dino entre tantos outros ). Contudo deixou de esclarecer o contexto de tais declarações. Todas elas foram dadas no início da pandemia ( março/abril de 2020 ), quando a utilização da cloroquina e ivermectina ainda estavam sob investigação. E todas elas referiam-se ao uso hospitalar. Algo completamente diferente do que defender o emprego do Kit Covid ainda no segundo semestre de 2020 e mesmo no ano corrente, apregoando salvador tratamento preventivo, quando todos estudos sérios já demonstraram sua ineficácia e até seu potencial lesivo. Portanto, o Senador Marcos Rogério foi cínico e falso. Seu comportamento de papagaio de pirata, reproduzindo sabujamente as palavras de Flávio Bolsonaro, que estava atrás dele ditando, envergonham o Senado da República. Infelizmente, a má fé tem poder e certamente pessoas compraram o falso produto a elas oferecido, o que torna tudo mais grave.


O conservador do bem - Senadora Simone Tebet - Não é a ideologia que revela o caráter das pessoas. Há pessoas extraordinárias na direita e na esquerda, assim como entre moderados de centro. A Senadora Simone Tebet ( MDB/MS ) demonstrou na sessão da quinta-feira altivez e responsabilidade. Representando as mulheres senadoras, reverberou toda indignação da nação contra a gestão criminosa da pandemia pelo governo federal. Mostrou que entre os conservadores também há caráter e que as valorosas senadoras que participam da CPI não se deixam enganar pelas mentiras do governo, tampouco se deixam intimidar pela truculência dos governistas.


Três perfis conservadores. Três personalidades absolutamente diferentes. Três pessoas com valores e interesses diversos. Que a nação julgue cada um e preserve o julgamento na memória.


Comments


bottom of page