top of page

MENTIRA EM REDE NACIONAL

Bolsonaro mentiu como nunca para todo povo brasileiro...





Mentir é feio. Mentir em rede nacional de rádio e televisão é vergonhoso. Bolsonaro fez seu primeiro pronunciamento em rede nacional de rádio e televisão tratando da pandemia. Aleluia! Foi preciso mais de um ano de sofrimento pelo coronavírus, foi preciso quase trezentas mil mortes, foi preciso que a média diária de mortes ultrapassasse a casa dos 2.000, para que, finalmente, o Presidente da República conferisse à pandemia a devida importância: uma tragédia nacional.


Em verdade, o mundo inteiro enfrenta uma tragédia. Mas nós, brasileiros, enfrentamos dupla tragédia: a pandemia e o nosso Presidente. Por sua negação, por sua omissão, por seus maus exemplos, as mortes multiplicaram-se em valores inestimáveis. Agora, um ano depois, pressionado pela queda de popularidade, pressionado pela comunidade científica, pressionado pela mídia, pressionado pela classe política - inclusive o centrão - Bolsonaro resolveu falar sobre a pandemia em rede nacional de rádio e televisão. E mentiu vergonhosamente:


Bolsonaro: desde o começo dissemos que enfrentávamos dois problemas: o vírus e o impacto na economia.


MENTIRA - Desde o início, Sr. Presidente, o senhor minimizou a importância da pandemia. O senhor menosprezou a gravidade do coronavírus, Bolsonaro. Chamou a doença de gripezinha, algo que qualquer um com um físico razoável superaria facilmente. Já no fim do ano passado, Presidente, o senhor disse que estávamos no finzinho da pandemia, justamente quando passamos a enfrentar a sua mais dura fase.


Bolsonaro: sempre disse que usaríamos todas vacinas aprovadas pela ANVISA.


MENTIRA - Desde o princípio, Sr. Presidente, o Sr. sabotou as iniciativas do Instituto Butantan. O senhor assegurou, em sua malfadada live, que jamais compraria a vacina chinesa. Esqueceu disso, Bolsonaro? Somente quando a coronavac se apresentou como a única vacina disponível - ante os problemas enfrentados pela Fiocruz - você mudou seu discurso. Você mentiu também ao dizer que fizemos todos esforços em comprar todas vacinas, citando inclusive a Pfizer. Mas o fato é que o senhor esnobou a oferta da Pfizer, que entregaria 70 milhões de doses já em dezembro do ano passado. Quantas vidas teriam sido salvas se estas vacinas tivessem sido aplicadas já em dezembro/2020?


Bolsonaro: solidarizo-me com a dor de todos brasileiros que perderam entes queridos…


MENTIRA - Você, Bolsonaro, é o Presidente que disse e daí para as mortes. Você, Bolsonaro, disse que o povo brasileiro precisa deixar de mi-mi-mi, que as pessoas precisavam deixar de ser maricas. Você, Bolsonaro, chegou ao cúmulo de falta de respeito e grosseria de imitar, em sua maldita live, uma pessoa com uma crise de falta de ar… Não venha dizer ao povo brasileiro que você se importa.


As pessoas lembram de todas barbaridades que você já falou - já que você tem a cara-de-pau de negar o que disse e fez. Há documentos audiovisuais e documentos escritos provando todas suas grosserias com as famílias em luto, bem como todo o incompetente e criminoso curso que você deu ao Ministério da Saúde.


Ocupe a rede nacional de rádio e televisão para mentir. Minta, iluda, engane… mas chegará o momento em que você terá de responder por seus crimes.


Comments


bottom of page