top of page

TUDO IGUAL NO PLANALTO

2021 começa sem novidades no governo da república…





Para muitas pessoas, o ano novo começa sob os auspícios da mudança. As pessoas fazem uma autocrítica, identificam os equívocos que cometeram e comprometem-se, consigo mesmas, com a tentativa de mudar. Há, em cada dia 1º de janeiro, um sincero desejo de ser melhor. Para muitas pessoas. Mas não para Bolsonaro…


O ano começa e ele já repete maus comportamentos, tão lesivos quanto frequentes. Em seu descanso no litoral paulista, causa frequentes aglomerações de pessoas sem usar máscara. Pior: voltou a questionar a utilidade das máscaras, algo aceito como indiscutível em todo mundo. Continua sem perceber, ou simplesmente negar com arrogância, a gravidade da situação. Parece realmente não se importar com o número de mil mortes diárias.


Este comportamento recorrente é tanto mais grave na medida em que ele é o principal responsável pela catastrófica situação. Afinal, se as medidas de isolamento social não surtiram o efeito esperado é porque ele passa mensagem equivocada à população. Pessoas simples espelham-se em seu comportamento e passam a desdenhar o uso da máscara e a necessidade de isolamento.


Agora, quando o mundo empreende os passos finais para debelar a pandemia, por meio de vacinação em massa, o Brasil está tremendamente atrasado. Ainda não temos as doses de vacina necessárias, sequer negociação viável com muitos laboratórios; não contamos com ampolas e seringas necessárias; não temos sequer um plano adequado de vacinação. Logo o Brasil, que era exemplo para o mundo em campanhas de vacinação em massa.


Brevemente chegaremos aos 200 mil mortos. O Presidente segue debochando, rindo, dizendo que não dá bola, que não está nem aí. Governar para ele é jogar futebol, andar de lancha, comer pãozinho na padaria. Tudo menos trabalho. Este pensamento é compreensível, até certo ponto, para alguém que rigorosamente nunca trabalhou na vida. O ano virou, as pessoas desejam sinceramente mudar. Bolsonaro não muda. Permanece egoísta, focado em si mesmo, um ser humano mau, essencialmente mau.


Comments


bottom of page