top of page

CIDADES DIVIDIDAS

Crítica de cinema

A dura vida dos palestinos.


Jerusalém - Imagem de Pixabay

Se você quer entender um pouco a complexa situação que envolve o convívio entre palestinos e israelenses, recomendo que assista A 200 metros, um excelente filme de Ameen Nayfeh que está disponível na Netflix.

A história trata da vida de uma família palestina comum, separada por um muro que se antepõe entre Israel e a Cisjordânia. Pai, mãe, um filho e duas filhas, vivem a frustrante, cansativa e revoltante rotina de cruzar diariamente o muro para se encontrarem e tentar viver uma vida normal. Mustafa ( Ali Suliman ) - o pai - está diariamente separado da família, porque seu trabalho está, digamos assim, do lado errado do muro.


Esta situação conduz a família à estressante rotina de enfrentar o controle israelense de travessia do muro. Mustafa mora na Cisjordânia, sua família em Israel. Esta realidade se impôs pelo trabalho da mãe da família ( Lana Zreik ), mas também pelo posicionamento político de Mustafa e sua rotina de trabalho. Naturalmente, a rotina abala a vida familiar. Vivem distantes, embora a duzentos metros. E pela geografia acidentada as duas casas ficam ao alcance dos olhos. O momento mais doce é quando Mustafa, falando ao telefone com as filhas, deseja sempre boa noite acendendo e apagando as luzes da casa, ao que elas respondem, fazendo o mesmo.


Um acidente, contudo, leva Mustafa a tentar a travessia de forma clandestina. Aí, novos personagens surgem - atravessadores, uma documentarista alemã, um jovem palestino tentando a sorte, um ativista - tornando tudo muito mais tenso e revelador.


Trata-se de um filme sensível, que denuncia a absurda situação de dois povos irmãos incapazes de estabelecer bases sensatas de convivência. Tudo permeado de uma narrativa visual quase jornalística, extremamente honesta.


Destaque especial para a atuação de Ali Suliman ( Mustafa ), cuja interpretação é primorosa. Afinal, interpretar com autenticidade pessoas comuns é bem mais difícil do que parece.


A 200 metros, Jordânia, 2021, 96 minutos, drama.

Direção: Ameen Nayef

Roteiro: Ameen Nayef

Elenco: Ali Suliman, Anna Unterberger, Lana Zreik, Gassan Abbas, Nabil Al Raee.

Nota: 8

Recomendação: Um libelo contra a intransigência política.

Adjetivo: Pungente, sensível, tenso.

Comments


bottom of page