top of page

TRIBUTO A MORRICONE


O poder das trilhas sonoras de Ennio Morricone encantaram gerações.


Imagem de Ri Butov por Pixabay

Quer entender a importância da trilha sonora de um filme? Faça a seguinte experiência: assista ao filme Cinema Paradiso. Se já assistiu ótimo. Se não, fica a pergunta: o que você, afinal, anda assistindo? Enfim, a experiência é assistir à cena final ( ou quase final - aquela em que ele assiste à película composta pelos inúmeros cortes que Alfredo foi obrigado a fazer nas fitas que exibia… ) duas vezes. A primeira você assiste normalmente; a segunda você retira o som. Mais não é preciso dizer.


Um dos gigantes das trilhas sonoras para cinema nos deixou: Ennio Morricone. Desde The Good, the Bad and the Ugly este italiano vem nos encantando. A trilha deste western, por exemplo, é conhecida no mundo inteiro. Você pode estar no Japão, na Argentina ou em qualquer cidade da África e corre o risco de ouvir alguém arriscando na flauta, ou assobiando as notas memoráveis.


Em sua longa carreira, são inumeráveis as trilhas sonoras que assinou. Para mim, contudo, as trilhas mais marcantes são de A Missão e Cinema Paradiso. Morricone sabia, como ninguém, traduzir emoções em música. São dois excelentes filmes, mas que, desprovidos de sua trilha sonora, perderiam parcela significativa de seu encanto. Você consegue imaginar o padre Gabriel tocando outra melodia em seu oboé?


Este italiano viveu fazendo boa música e quebrando marcas. Sua partitura de Era uma vez no Oeste vendeu mais de 10 milhões de cópias, recorde mundial. Destacaria ainda, para quem não sabe, que ele é o autor do tema para a Copa do Mundo de 1978 - jogada na e vencida pela Argentina. Escute este tema e sinta como é poderoso e adequado! Compôs a trilha dos seguintes filmes: Os Intocáveis, Bugsy, Cinzas no Paraíso e dezenas de outros. Ganhou um Oscar honorário em 2007 - o que é um absurdo! E só veio a ganhar competitivamente em 2016, com a trilha sonora de The Hateful Eight de Tarantino, tornando-se a pessoa mais idosa a receber um Oscar não honoráio. Vá entender a academia… No meu conceito, a trilha sonora de A Missão e Cinema Paradiso são incomparáveis. Ah, não viu Cinema Paradiso? Mas, afinal, o que você anda vendo?


Comments


bottom of page